domingo, 28 de maio de 2017

Em observação, no Infnet - 47

Hoje é sexta feira. São 19:36.

Estou no Infnet, sentada​ no segundo andar.

Ao meu lado direito, parede. Ao meu lado esquerdo, uma cadeira vazia. Na minha frente, um vão por onde as pessoas passam.

Um homem passa na minha frente.

Um homem passa na minha frente.

Um homem passa na minha frente.

Aline e Marcella passam na minha frente.

- Olás. E aí? Tudo bem?

Max passa na minha frente. Passa novamente.

Um professor passa na minha frente. Passa novamente.

- Olá professor. Tudo bem? Graças a Deus.

Luciane passa na minha frente carregando o carrinho.

Gledson e Núria passam na minha frente.

- E aes. Ah, que chato. Ah, adoro. Beijo, bom final de semana.

- Oi, boa noite.

Um homem passa na minha frente.

Um homem passa na minha frente. É branco, alto, magro, cabelo castanho.

Um homem passa na minha frente.

Um professor passa na minha frente.

Luciane passa na minha frente carregando o carrinho.

Núria passa na minha frente.

- Olá.

Núria passa na minha frente.

quinta-feira, 25 de maio de 2017

Em observação, na Psicologia e Coaching - 298

Hoje é quinta-feira. São 07:15.

Estou no consultório Psicologia e Coaching, sentada à mesa.

Ao meu lado direito, uma porta aberta. Ao meu lado esquerdo, uma cadeira vazia. Na minha frente, uma cadeira vazia.

Por aqui, luzes acesas e tudo silencioso.

O netbook bipa. E-mail que chegou. 

Volto ao silêncio.

quarta-feira, 24 de maio de 2017

Em observação, no Psicologia e Coaching - 297

Hoje é quarta-feira. São 09:14.

Estou no consultório Psicologia e Coaching, sentada à mesa.

Ao meu lado direito, uma porta aberta. Ao meu lado esquerdo, uma cadeira vazia. Na minha frente, uma cadeira vazia.

Por aqui, luzes acesas e tudo silencioso.

Paciente chegou.


terça-feira, 23 de maio de 2017

Em observação, na Sensorium

Hoje é terça feira. São 14:00.

Estou na Sensorium, sentada na recepção. 

Ao meu lado direito, uma planta. Ao meu lado esquerdo, uma cadeira vazia. Na minha frente, um corredor por onde as pessoas passam.

Uma mulher passa.

Um homem.

Uma mulher passa na minha frente. É branca, alta, gorda.

Um homem passa na minha frente. É branco.

Uma mulher passa na minha frente. É branca, baixa, magra.

- Não, é só o nasal. O pedido ficou aqui. Eu só tenho esse papelzinho aqui, ó.

Uma mulher passa na minha frente.

- Oi. Tou indo.

Um homem passa na minha frente. É negro, alto, magro.

O celular bipa. Email que chegou.

Um homem passa na minha frente. É branco, baixo, magro. Tem o cabelo castanho, encaracolado. Usa calça social preta, casaco cinza.

Um homem passa na minha frente carregando uma sacola. Ele é branco.

Uma mulher passa na minha frente, carregando uma bolsa, um casaco e um copo. É branca, baixa, gorda. Tem o cabelo liso, comprido e loiro. Usa óculos. Veste calça jeans, blusa estampada, sapatilha rosa. Tem uma bolsa preta e casaco beje enrolado na bolsa.

Agora são 14:20.

Estou sentada numa recepção interna.

Ao meu lado direito, um corredor por onde as pessoas passam. Ao meu lado esquerdo, uma cadeira vazia. Na minha frente, um vão por onde as pessoas passam.

Um homem passa na minha frente carregando uma mochila.

segunda-feira, 22 de maio de 2017

Em observação, no Psicologia e Coaching - 296

Hoje é segunda-feira. São 08:10.

Estou no consultório Psicologia e Coaching, sentada à mesa.

Ao meu lado direito, uma porta aberta. Ao meu lado esquerdo, uma cadeira vazia. Na minha frente, uma cadeira vazia.

Por aqui, luzes acesas e tudo silencioso.

O netbook bipa. E-mail que chegou.


O celular bipa. Whatsapp da Laiane.


Volto ao silêncio.


O celular bipa. Whatsapp da Eva Maria.


Volto ao silêncio.


- Bom dia.


O netbook bipa. E-mail que chegou.


O celular bipa. Whatsapp da Eva Maria.


Volto ao silêncio.


O celular bipa. E-mail da Mônica Valéria.


Bipa novamente. Whatsapp da Eva Maria.


Volto ao silêncio.


O celular bipa. Whatsapp da Eva Maria.



Volto ao silêncio.

O celular bipa. Whatsapp da Eva Maria.

Bipa novamente. E-mail do Joelson. 

Bipa novamente. Whatsapp da Eva Maria.

Volto ao silêncio.

O celular bipa. Whatsapp da Eloá.

Volto ao silêncio.

sábado, 20 de maio de 2017

Em observação, no Psicologia e Coaching - 295

Hoje é sábado. São 12:17.

Estou no consultório Psicologia e Coaching, sentada à mesa.

Ao meu lado direito, uma porta aberta. Ao meu lado esquerdo, uma cadeira vazia. Na minha frente, uma cadeira vazia.

Por aqui, luzes apagadas e tudo silencioso.

O netbook bipa. E-mail que chegou.

Volto ao silêncio.

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Em observação, no Infnet - 46

Hoje é sexta feira. São 14:29.

Estou no Infnet, sentada no segundo andar.

Ao meu lado direito, parede. Ao meu lado esquerdo, uma cadeira vazia. Na minha frente, um vão por onde as pessoas passam.

O celular bipa. Whatsapp da Isabela e da Márcia Regina.

- Oi, boa tarde. Tudo bem e você?

Uma mulher passa na minha frente.

quinta-feira, 18 de maio de 2017

Em observação, no Infnet - 45

Hoje é quinta-feira. São 19:03.

Estou no Infnet, sentada em uma sala de reunião, no quarto andar.

Ao meu lado direito, parede. Ao meu lado esquerdo, duas cadeiras vazias. Na minha frente, duas cadeiras vazias.

Por aqui, luzes acesas e tudo silencioso.

terça-feira, 16 de maio de 2017

Em observação, no Psicologia e Coaching - 294

Hoje é terça-feira. São 07:24.

Estou no consultório Psicologia e Coaching, sentada à mesa.

Ao meu lado direito, uma porta aberta. Ao meu lado esquerdo, uma cadeira vazia. Na minha frente, uma cadeira vazia.

Por aqui, luzes acesas e tudo silencioso.

O netbook bipa. E-mail que chegou.


Volto ao silêncio.


O celular bipa. Whatsapp da Izabelly.


Volto ao silêncio.





segunda-feira, 15 de maio de 2017

Em observação, no táxi - 4

Hoje é segunda feira. São 20:27.

Estou no táxi, sentada. 

Ao meu lado direito, a porta. Ao meu lado esquerdo, a sacola da Zux. Na minha frente, um banco vazio.

O celular bipa. Whatsapp da Vivilaine.

- Pode entrar aqui mesmo, obrigada, por favor.

O celular bipa. Whatsapp do André.