segunda-feira, 24 de julho de 2017

Em observação, no Psicologia e Coaching - 312

Hoje é segunda feira. São 08:10.

Estou no consultório Psicologia e Coaching, sentada a mesa.

Ao meu lado direito, uma porta aberta. Ao meu lado esquerdo, uma cadeira vazia. Na minha frente, uma cadeira vazia.

Por aqui, luzes acesas e tudo silencioso.



sexta-feira, 21 de julho de 2017

Em observação, no Infnet - 60

Hoje é sexta feira. São 10:32.

Estou no Infnet, na sala de reuniões, no 4º andar da ECDD. Estou sentada à mesa.

Ao meu lado direito, parede. Ao meu lado esquerdo, parede. Na minha frente, uma cadeira laranja, vazia.

Por aqui, luzes acesas e tudo silencioso.

O celular bipa. Notificação do Gmail.


Volto ao silêncio.


- Oi Eduardo, tudo bom.


Volto ao silêncio.


Agora são 14:23.

Estou no Infnet, sentada no segundo andar.

Ao meu lado direito, parede. Ao meu lado esquerdo, um banco vazio. Na minha frente, um vão por onde as pessoas passam.

Um homem passa na minha frente.

Davi passa na minha frente carregando dois pedaços de madeira. 

Um homem e o Davi passam na minha frente.

- Boa tarde.

- Olá, tudo bom? Boa tarde.

- Tudo bem, graças a Deus.

Renato passa na minha frente.

- Oi.

- Olá, tudo bem?

- Tudo bem?

- Tudo.

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Em observação, no consultório (Centro) - 14

Hoje é quarta feira. São 11:23.

Estou no consultório da Dra Lúcia, sentada na recepção.

Ao meu lado esquerdo, um vão por onde as pessoas passam. Ao meu lado direito, um homem sentado. Na minha frente, um vão por onde as pessoas passam.

O homem ao meu lado direito é mulato, magro. Veste bermuda jeans, blusa pólo listrada, tênis verde.

André passa na minha frente carregando um copo de café.

O homem ao meu lado direito vê TV.

André passa na minha frente. Está vestido com calça jeans, blusa preta, casaco verde e tênis preto. Passa na minha frente novamente.

O homem ao meu lado direito boceja. Vê a TV e o celular. Funga. 

- Brigada, amor.

O homem ao meu lado direito funga. Boceja. Funga.

Uma mulher passa na minha frente. É branca, gordinha, baixa.

Adriana passa na minha frente. É branca, baixa.

Uma mulher passa na minha frente.

Uma mulher passa na minha frente.

O homem ao meu lado direito levanta.

Um casal passa na minha frente.

Uma mulher passa na minha frente.

- Tu ficou com a minha habilitação. Vou precisar dela, eu acho.

Uma mulher passa na minha frente. É branca, baixa.

​André senta ao meu lado direito. Mexe no celular.

Uma mulher passa na minha frente.

Uma mulher passa na minha frente. É branca, baixa, gordinha, cabelo loiro, comprido. Usa óculos. Veste calça preta, blusa social estampada, salto alto preto. Carrega uma bolsa, um casaco preto e uma sacola.

André guarda o celular no bolso e vê TV. Pega o livro e começa a ler.

O celular bipa. Mensagem da Chris.

terça-feira, 18 de julho de 2017

Em observação, no Infnet - 59

Hoje é terça feira. São 15:21.

Estou na ECDD, sentada no quarto andar.

Ao meu lado direito, um vão por onde as pessoas passam. Ao meu lado esquerdo, um pufe vazio. Na minha frente, um vão por onde as pessoas passam.

Uma mulher passa ao meu lado direito.

Uma mulher passa ao meu lado direito carregando uma vassoura. Ela é mulata, baixa, gordinha, cabelo castanho, preso em um coque.

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Em observação, no Psicologia e Coaching - 311

Hoje é segunda-feira. São 08:46.

Estou no consultório Psicologia e Coaching, sentada à mesa.

Ao meu lado direito, uma porta aberta. Ao meu lado esquerdo, uma cadeira vazia. Na minha frente, uma cadeira vazia.

Por aqui, luzes acesas e tudo silencioso.


domingo, 16 de julho de 2017

Em observação, no Hospital Quinta Dor

Hoje é sábado. São 15:46.

Estou na emergência do Hospital Quinta Dor, sentada.

Ao meu lado direito, uma cadeira vazia. 

Agora são 15:51.

Estou sentada na recepção do Quinta Dor. Ao meu lado direito, uma cadeira vazia. Ao meu lado esquerdo, uma cadeira vazia. Na minha frente, um corredor por onde as pessoas passam.

sexta-feira, 14 de julho de 2017

Em observação, no Psicologia e Coaching - 310

Hoje é sexta-feira. São 19:01.

Estou no consultório Psicologia e Coaching, sentada à mesa.

Ao meu lado direito, uma porta aberta. Ao meu lado esquerdo, uma cadeira vazia. Na minha frente, uma cadeira vazia.

Por aqui, luzes acesas e tudo silencioso.

O netbook bipa. Está iniciando.

Volto ao silêncio.


quinta-feira, 13 de julho de 2017

Em observação, no Bradesco

Hoje é quinta feira. São 14:37.

Estou no banco Bradesco, sentada.

Ao meu lado direito, um corredor por onde as pessoas passam. Ao meu lado direito, uma cadeira vazia. Na minha frente, uma mulher sentada. Ela é branca.

Duas mulheres passam ao meu lado direito.

Um homem passa ao meu lado direito. Ele é negro, alto, magro, cabelo grisalho. Veste calça jeans, blusa social quadriculada.

Um homem.

Um homem passa ao meu lado direito. É branco, alto, magro.

Um homem passa ao meu lado direito.

Duas mulheres passam ao meu lado direito.

Um homem passa ao meu lado direito.

Uma mulher passa ao meu lado direito.

A mulher da minha frente levanta e sai.

Uma mulher senta.

Um homem passa ao meu lado direito.

Uma mulher passa ao meu lado direito.

Uma mulher passa ao meu lado direito. É mulata, alta, magra, cabelo encaracolado.

Uma mulher passa ao meu lado direito. É branca, alta.

Um homem passa ao meu lado direito.

Duas mulheres passam ao meu lado direito.

Uma mulher passa ao meu lado direito.

Um homem passa ao meu lado direito.

Um homem passa ao meu lado direito carregando uma mochila. É mulato, magro, alto, cabelo preto, curto. 

Um homem passa ao meu lado direito carregando um capacete.

Um homem passa ao meu lado direito.

Um homem passa ao meu lado direito carregando um estojo.

Uma mulher passa.

Um homem passa ao meu lado direito.

Um homem passa ao meu lado direito.

Um homem passa ao meu lado direito carregando uma sacola.

Um homem.

Um homem passa ao meu lado direito.

Um homem.

Uma mulher passa ao meu lado direito.

Um homem passa ao meu lado direito.

Um homem passa ao meu lado direito carregando um envelope. É mulato.

Um homem passa ao meu lado direito. É branco, baixo, magro, grisalho e careca. Veste calça jeans.

Um homem passa ao meu lado direito. É branco, alto, magro. Tem o cabelo preto e curto. 

Uma mulher passa ao meu lado direito.

Dois homens passam.

Um homem passa ao meu lado direito.

Um homem passa ao meu lado.

Uma mulher passa ao meu lado direito.

Uma mulher passa ao meu lado direito.

Um homem passa ao meu lado direito.

Brian passa ao meu lado direito. É mulato, magro, baixo, cabelo castanho, curto.

Duas mulheres e um homem passam ao meu lado direito.

Uma mulher.

Um homem passa ao meu lado direito.

Um homem passa ao meu lado direito carregando uma sacola. É mulato, magro, alto. 

Um homem passa ao meu lado direito.

quarta-feira, 12 de julho de 2017

Em observação, na Herbalife - 7

Hoje é quarta feira. São 13:11.

Estou na Herbalife, sentada.

Ao meu lado direito, um pufe vazio. Ao meu lado esquerdo, um pufe vazio. Na minha frente, um corredor por onde as pessoas passam.

terça-feira, 11 de julho de 2017

Em observação, no Itaú Cinemas - 2

Hoje é terça feira. São 18:43.

Estou no Itaú Cinema, sentada a mesa.

Ao meu lado direito, um vão por onde as pessoas passam. Ao meu lado esquerdo, um vão por onde as pessoas passam. Na minha frente, um vão por onde as pessoas passam.

Um homem passa ao meu lado esquerdo. É branco, alto, magro.

Dois homens.

Uma mulher passa.

Uma mulher.

Um homem passa ao meu lado esquerdo. É mulato, baixo, magro.

Uma mulher.

Um homem passa na minha frente.

Um homem.

Um homem.

Duas mulheres e um homem passam ao meu lado esquerdo.

Dois homens passam ao meu lado esquerdo e na minha frente.

Uma mulher passa ao meu lado.

Uma mulher passa.

Uma mulher passa na minha frente.

Uma mulher passa ao meu lado esquerdo. É funcionária do Itaú Cinema.

Três homens passam na minha frente.

- Cara, você tá sempre nos negócios dele.

Um homem passa na minha frente e ao meu lado esquerdo. É branco, baixo, magro, cabelo branco. 

Um homem passa ao meu lado esquerdo.

Uma mulher passa ao meu lado esquerdo.

Uma mulher passa ao meu lado esquerdo. É uma funcionária do Itaú Cinema.

Um homem passa.

Um casal passa