terça-feira, 22 de novembro de 2016

Em observação, no salão Rio Minas

Hoje é terça feira. São 10:05h.

Estou no salão Rio minas, sentada, fazendo a unha.

Ao meu lado direito, uma cadeira vazia, com meu livro em cima. Ao meu lado esquerdo, uma cadeira vazia. Na minha frente, Monique faz minha unha.

Ela é negra, magra, cabelo preto, comprido e de tranças. Veste calça jeans e blusa preta.

- Tá comidinha aqui, né?

- Tá.

- Marta! Que cor que você vai por?

- Branquinho, clarinho. Branquinho.

- Gosta de cintilante embaixo?

- Não.

- Marta! Fiz muita merda? Senta ai. Deixa eu falar, Marta? Onde eu faço um curso bom, de cabelo? Daqui a pouco a gente conversa. Tá, daqui a pouco você faz pra mim.

Monique começa a cantar.

- Ui.

- Tá difícil tirar os cantinho. Ou, estranha. Estranha? Leite de coco?

- Pode ser. É mesmo, né?

Nenhum comentário:

Postar um comentário