sábado, 30 de janeiro de 2016

Em observação, na Neide's Coiffeur - 12

Hoje é sábado. São 11:42h.

Estou na Neides Coiffeur, sentada na cadeira do Moisés.

Ao meu lado direito, Moisés prepara minha tinta. Ele é moreno, alto, magro, cabelo preto, curto. Veste calça jeans e blusa preta e tênis branco.

- Vou virar sua cadeira pra cá, só pra usar sua pedrinha aqui.

Agora Moisés está atrás de mim, pintando meu cabelo.

- Tá limpo seu cabelo?

- Tá.

- Aí queima um pouquinho.

Ao meu lado esquerdo, uma manicure faz unha, mas não consigo vê la.

Na minha frente, um vão por onde as pessoas passam.

Uma mulher passa na minha frente.

- Pegou aqui, Moisés, sua base?

- Não, nem peguei. Depois vou dar uma olhadinha aí. Um bege médio. Levanta um pouquinho, amore. Isso.

Uma mulher passa na minha frente. É morena.

- Com a Nete.

A manicure saiu do meu lado esquerdo. Moisés agora ao meu lado esquerdo, pintando meu cabelo.

- A hora que você quiser virar pró espelho tá liberada, tá, amore?

- Ta bom. Obrigada.

- Quer um cafezinho, uma água?

- Quero não, obrigada.

Agora, ao meu lado esquerdo, um vão por onde as pessoas passam. Ao meu lado direito, um vão por onde as pessoas passam. Atrás de mim, um corredor por onde as pessoas passam.

Moisés passa atrás de mim.

Uma mulher passa atrás de mim.

Moisés passa atrás de mim.

Uma mulher passa atrás de mim.

Moisés passa atrás de mim. Passa novamente.

Uma mulher passa atrás de mim.

Moisés passa atrás de mim.

Uma mulher passa atrás de mim.

Um homem passa atrás de mim. Passa novamente. É mulato, alto, magro. Tem cabelo e barba grisalhos, usa óculos. Veste calça jeans.

Uma mulher passa atrás de mim. Passa novamente. É branca, baixa, magra, loira, cabelo curto. Passa novamente. Passa novamente.

Uma mulher passa.

Moisés passa.

Uma mulher.

Moisés.

Uma mulher.

Moisés passa atrás de mim.

Uma mulher passa atrás de mim. É mulata, baixa. Passa ao meu lado esquerdo. Gorda, cabelo curto.

Moisés passa. Passa novamente.

Uma mulher passa atrás de mim. É branca, baixa, magra.

Uma mulher passa atrás de mim.

Uma mulher passa atrás de mim carregando uma cadeira. É mulata, magra, cabelo loiro, comprido e liso. Veste calça e blusa pretas.

Uma mulher passa atrás de mim.

Moisés passa ao meu lado direito. Passa atrás de mim. Passa novamente.

Um homem passa atrás.

Uma mulher passa atrás.

Moisés passa ao meu lado esquerdo.

Um homem passa atrás de mim. É mulato, alto, magro. Tem cabelo e barba grisalhos. Usa óculos.

Uma mulher passa.

Uma mulher passa atrás de mim, varrendo.

Uma mulher passa atrás de mim.

Uma mulher passa atrás de mim.

Uma mulher passa atrás de mim.

Uma mulher passa atrás.

Uma mulher.

Uma mulher passa atrás de mim carregando.

Uma mulher passa atrás de mim.

Uma mulher passa atrás de mim varrendo. É branca, magra, baixa. Tem cabelo castanho.

Uma mulher passa ao meu lado esquerdo e atrás de mim. É mulata.

Uma mulher passa atrás. Passa novamente.

Moisés passa ao meu lado direito.

- Luana, quer puxar pras pontas um pouco antes de lavar?

- Quero.

- Vou dar uma puxadinha.

Moisés atrás de mim, pintando meu cabelo. Saiu. Passa atrás de mim e ao meu lado direito. Passa atrás.

Uma mulher.

Moisés passa atrás de mim.

Uma mulher passa atrás de mim.

Um homem passa.

Uma mulher passa atrás de mim.

Uma mulher passa atrás de mim.

Uma mulher passa atrás de mim.

Uma mulher passa atrás de mim. É branca, baixa, magra.

Uma mulher passa atrás de mim.

Uma mulher passa atrás de mim carregando duas sacolas. É branca, baixa, magra, cabelo comprido, liso e castanho. Passa novamente. Usa calça preta e blusa preta.

Moisés atrás de mim, cortando meu cabelo.

- Luana, agora que ta liso a gente pode dar uma secadinha, né? Fazer um tchan.

- Pode. Mas não é secar tipo escova não, né?

- Não. Só uma secadinha pra você sair como chegou.

- Pode, claro.

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Em observação, no Psicologia e Coaching - 158

Hoje é terça feira. São 07:41h.

Estou no consultório Psicologia e Coaching, sentada à mesa.

Ao meu lado direito, parede. Ao meu lado esquerdo, uma cadeira vazia. Na minha frente, uma cadeira vazia.

Por aqui, luzes acesas e tudo silencioso.

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Em observação, no Infnet - 14

Hoje é segunda feira. São 08:34h.

Estou no INFNET, sentada no segundo andar.

Ao meu lado direito, uma caixa de mantimentos. Ao meu lado esquerdo, uma cadeira vazia. Na minha frente, um corredor por onde as pessoas passam.

Um homem passa na minha frente.

Um homem passa.

Um homem passa.

Um homem passa.

- Bom dia.

- Bom dia.

Um homem.

Um homem passa na minha frente.

Uma mulher.

Um homem passa na minha frente.

Uma mulher e um homem.

Dois homens passam na minha frente.

Dois homens passam na minha frente.

Uma mulher passa na minha frente. É branca, baixa, magra. Tem o cabelo castanho escuro, preso num rabo de cavalo. Usa óculos.

Dois homens e uma mulher passam na minha frente.

Dois homens.

Quatro homens passam na minha frente.

Um homem passa na minha frente.

Uma mulher passa.

- Oi Luana.

- Ei...

- Voltou ao normal, né?

Dois homens passam na minha frente.

Um homem passa na minha frente comendo biscoitos.

Uma mulher passa na minha frente.

Uma mulher.

Um homem passa na minha frente.

Uma mulher passa na minha frente.

Kadu passa.

Quatro homens.

Um homem passa na minha frente.

Um homem passa na minha frente comendo biscoitos.

Emiliano passa na minha frente.

- Ei,  Lu.

- Ei, Jana.

- Bom dia.

Clayce passa na minha frente.

- Bom dia.

- Bom dia.

Clayce passa na minha frente.

Um homem passa na minha frente.

Uma mulher passa na minha frente.

Um homem passa na minha frente carregando um copo.

Uma mulher e Eduardo passam na minha frente.

Um homem passa na minha frente.

sábado, 23 de janeiro de 2016

Em observação, no Psicologia e Coaching - 157

Hoje é sábado. São 10:08h.

Estou no consultório Psicologia e Coaching, sentada à mesa.

Ao meu lado direito, parede. Ao meu lado esquerdo, uma porta aberta. Na minha frente, duas cadeiras vazias.

Por aqui, luzes acesas e tudo silencioso.

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Em observação, no Psicologia e Coaching - 156

Hoje é quarta-feira. São 19:23h.

Estou no consultório Psicologia e Coaching, sentada à mesa. 

Ao meu lado direito, parede. Ao meu lado esquerdo, uma cadeira vazia. Na minha frente, uma cadeira vazia.

Por aqui, luzes acesas e tudo silencioso. 

O netbook bipa. E-mail que chegou.

Volto ao silêncio.

Celular bipa. Whatsapp da Marcela.

Volto ao silêncio.

Paciente chegou.

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Em observação, no Psicologia e Coaching - 155

Hoje é segunda feira. São 08:33h

Estou no consultório Psicologia e Coaching, sentada à mesa.

Ao meu lado direito, parede. Ao meu lado esquerdo, uma cadeira vazia. Na minha frente, uma cadeira vazia.

Por aqui, luzes acesas e tudo silencioso.

sábado, 16 de janeiro de 2016

Em observação, na Neide's Coiffeur - 11

Hoje é sábado. São 13:58h.

Estou na Neides Coiffeur, sentada na recepção.

Ao meu lado direito, um menino sentado. Na minha frente, um vão por onde as pessoas passam. Ao meu lado esquerdo, um corredor por onde as pessoas passam.

O menino joga no celular. É branco, magro.

Duas mulheres passam na minha frente e ao meu lado esquerdo.

Uma mulher passa ao meu lado esquerdo. É branca.

Uma mulher passa ao meu lado esquerdo.

Uma mulher passa ao meu lado esquerdo. Passa novamente.

Uma mulher passa ao meu lado esquerdo.

Uma mulher passa ao meu lado esquerdo.

Um homem passa ao meu lado esquerdo.

Moisés me chama.

segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Em observação, no Psicologia e Coaching - 154

Hoje é segunda feira. São 07:46h.

Estou no consultório Psicologia e Coaching, sentada à mesa.

Ao meu lado direito, parede. Ao meu lado esquerdo, uma cadeira vazia. Na minha frente, uma cadeira vazia.

Por aqui, luzes apagadas e tudo silencioso.

sábado, 9 de janeiro de 2016

Em observação, no Ale Coiffeur - 7

Hoje é sábado. São 08:36h.

Estou no salão Ale Coiffeur, sentada.

Ao meu lado direito, uma cadeira com três almofadas. Na minha frente, uma cadeira vazia com cigarro e celular. Ao meu lado esquerdo, Nádia está sentada, lendo um livro. Ela é branca, alta, magra.

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Em observação, no Psicologia e Coaching - 153

Hoje é segunda feira. São 07:38h.

Estou no consultório Psicologia e Coaching, sentada à mesa.

Ao meu lado direito, parede. Ao meu lado esquerdo, uma cadeira vazia. Na minha frente, uma cadeira vazia.

Por aqui, luzes apagadas e tudo silencioso.

O netbook bipa. E-mail que chegou.

Volto ao silêncio.

- Bom dia.

Volto ao silêncio.

sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

Em observação, no Psicologia e Coaching - 152

Hoje é sábado. São 09:37h

Estou no consultório Psicologia e Coaching, sentada à mesa.

Ao meu lado direito, parede. Ao meu lado esquerdo, uma cadeira vazia. Na minha frente, uma cadeira vazia.

Por aqui, luzes apagadas e tudo silencioso.

Em observação, na dentista - 8

Hoje é sexta feira. São 07:40h.

Estou na dentista, sentada na recepção.

Ao meu lado direito, parede. Ao meu lado esquerdo, uma cadeira com uma almofada em cima. Na minha frente, um corredor por onde as pessoas passam.

- Ai, que tenso. Eu vi até que você mandou mensagem de texto... Ain... Exatamente. Exato. Mas o meu voltou logo, sabia? É? Nem eu.

O celular bipa. Whatsapp de paciente.

Uma mulher coloca a bolsa na cadeira ao meu lado esquerdo. A bolsa é marrom, da Victor Hugo.

Uma mulher passa na minha frente.

- Licença, vou no banheiro.

Dra Grazieli passa na minha frente.

Uma mulher passa na minha frente e senta ao meu lado esquerdo.

Cristiane passa na minha frente.

A mulher sentada ao meu lado esquerdo é branca, magra.

Cristiane passa na minha frente. Passa novamente, falando ao telefone.

- Chegou.

O celular bipa. Whatsapp de mãe de paciente.

Cristiane passa na minha frente. É morena.

Dra Grazieli passa na minha frente. Passa novamente.

Dra Paula passa na minha frente.

Cristiane passa na minha frente. Passa novamente.