sábado, 9 de maio de 2015

Em observação, nAs Claras - 7


Hoje é sábado. São 10:07.

Estou nas Claras, no Espaço Itanhangá, sentada em uma mesa.

Ao meu lado esquerdo, um canteiro. Na minha frente, uma cadeira vazia. Ao meu lado direito, um corredor por onde as pessoas passam.

Um homem passa ao meu lado direito.

Uma mulher passa ao meu lado direito.

Uma mulher passa ao meu lado direito.

Um homem passa ao meu lado direito.

Uma mulher passa ao meu lado direito.

Um homem e duas mulheres passam ao meu lado direito.

Um casal com dois cães passam ao meu lado direito.

Uma mulher passa ao meu lado direito.

- São muito lindos os seus filhotes. Essa é fêmea? E esse é o macho? Olha como eles ficam. É muito lindo.

Um homem passa ao meu lado direito.

Uma mulher passa ao meu lado direito.

Uma mulher passa ao meu lado direito.

Um homem passa ao meu lado direito.

Um homem passa ao meu lado direito carregando dois cachorros.

Uma mulher passa ao meu lado direito.

Uma mulher passa ao meu lado direito carregando uma bandeja.

Uma mulher passa ao meu lado direito carregando uma bandeja.

Uma mulher passa ao meu lado direito carregando uma bandeja.

Uma mulher passa ao meu lado direito comendo um salgado e tomando um mate.

Uma mulher passa ao meu lado direito. 

Uma mulher passa ao meu lado direito.

Uma mulher passa ao meu lado direito carregando uma bandeja.

Um homem passa ao meu lado direito. É negro, alto, magro, cabelo comprido de dreads.

Nenhum comentário:

Postar um comentário