quinta-feira, 6 de março de 2014

Em observação, no Fórum

Hoje é sexta-feira. São 12h24.

Estou no Fórum, no segundo andar, sentada em uma cadeira, na fila para o Banco do Brasil.

Ao meu lado esquerdo, vazio. Ao meu lado direito, um senhor. É negro, alto, magro, careca. Veste calça preta e blusa social branca e cinza, listrada. Mexe no celular.

Na minha frente, as pessoas passam para a direita e para a esquerda.

Um senhor passa na minha frente. É branco, baixo.

Uma senhora passa na minha frente. É negra.

Uma senhora passa na minha frente.

Um senhor passa na minha frente.

Uma senhora passa na minha frente.

O senhor ao meu lado coça a careca. E continua mexendo no celular.

Uma senhora passa na minha frente. É branca, magra, baixa, loira.

Uma senhora passa na minha frente. É branca, magra.

Uma senhora passa na minha frente. É branca, magra.

Um senhor passa na minha frente.

Um senhor passa na minha frente. É mulato, gordo, alto, careca. Veste calça jeans e blusa polo listrada.

Duas senhoras e um senhor passam na minha frente.

Um casal passa na minha frente.

Três senhores passam na minha frente.

Duas senhoras passam na minha frente.

- Ele falando do pré-conceito, né?

Um senhor passa na minha frente.

Um senhor passa na minha frente. É mulato, magro, alto, grisalho.

Um senhor passa na minha frente.

Um senhor passa na minha frente.

Uma senhora e um senhor passam na minha frente.

Um senhor passa na minha frente.

Um senhor passa na minha frente.

Um senhor passa na minha frente.

O senhor ao meu lado curva-se na cadeira e mexe em alguns papéis.

Dois senhores passam na minha frente.

Um senhor passa na minha frente. É gordo, alto, mulato, cabelo preto.

O senhor ao meu lado apóia a cabeça na mão.

Um senhor passa na minha frente, carregando um carrinho.

Um senhor passa na minha frente.

Um senhor passa na minha frente. É branco, alto, grisalho, calvo. Veste calça jeans e blusa social azul.

O senhor ao meu lado coça a testa, e continua lendo os seus papéis.

Um senhor passa na minha frente.

Um senhor passa na minha frente. É mulato, alto, magro, cabelo raspado.

Um senhor passa na minha frente. É mulato, gordo, baixo.

Duas senhoras passam na minha frente.

Uma senhora passa na minha frente.

Uma senhora passa na minha frente.

Uma senhora passa na minha frente. É branca, alta, magra.

Troco de lugar.

Um senhor passa na minha frente. É baixo, magro.

Uma senhora passa na minha frente. É branca, alta, magra, cabelo comprido, castanho, liso.

Uma senhora passa na minha frente.

Uma senhora passa na minha frente. É alta, mulata, magra.

Um senhor passa na minha frente.

Um senhor passa na minha frente.

Duas senhoras passam na minha frente.

Duas senhoras e uma criança passam na minha frente.

Um senhor passa na minha frente.

Três senhores passam na minha frente.

Dois senhores passam na minha frente.

Um senhor passa na minha frente.

Um senhor passa na minha frente.

O senhor ao meu lado, agora, mexe no celular, no whatsapp.

Um senhor passa na minha frente.

Um senhor passa na minha frente, carregando um carrinho.

Um senhor e duas senhoras passam na minha frente.

Duas senhoras passam na minha frente, em sentidos opostos.

Uma senhora e uma criança passam na minha frente.

- No final lá.

Uma senhora e um senhor e outro senhor passam na minha frente.

Uma senhora passa na minha frente. É branca, baixa, magra. Tem o cabelo curto, castanho.

Uma senhora com uma criança passam na minha frente.

Três senhores e uma senhora passam na minha frente.

Uma senhora passa na minha frente.

Uma senhora passa na minha frente.

Uma senhora passa na minha frente, falando ao celular.

Troquei de lugar. O mesmo senhor ao meu lado direito. Agora, meu tio do meu lado esquerdo. Ele é alto, magro, grisalho e barbado. Tem uma calça bege, uma camisa laranja e sapato marrom. Uma bolsa preta no seu colo.

Uma senhora passa na minha frente.

Uma senhora passa na minha frente.

- Quero um café. Ou Velasques. É que você tá no Fórum, né?

O senhor a minha direita toma um Guaravita e come um sanduíche. Os papéis sobre seu colo.

Nilson, meu tio, toma café.

Um senhor passa na minha frente.

Um senhor passa na minha frente. É branco, alto, magro, calvo.

Uma senhora passa na minha frente. É branca, alta, magra.

- Na passarela, Miss Cotia. A Miss Cotia ali. Vai querer seduzir o juiz mesmo. Gente, parece uma cotia.

Um senhor passa na minha frente.

Um senhor passa na minha frente.

Uma senhora passa na minha frente.

- A Miss Cotia.

Um senhor passa na minha frente.

- Aí... é... e é comédia de l’arte. E não tem texto. É um roteiro. Nesta cena acontece isto. Porque tem os... as características de cada tipo do personagem. E aí... e cada um deles tem uma linguagem corporal diferente, e cada um é movido por alguma coisa. O velho é a avareza. O namorado é a paixão. E o arlequim é a fome. E o capitão é a coragem. E o doutor é o conhecimento, mas ele não sabe nada. É capaz de ficar 2h dando a receita do molho a bolonhesa. E é legal que você tem como pirar. E é legal que a gente experimentou cada um a fazer estes tipos de personagem. E a gente ensaia amanhã. E semana que vem ensaia quinta e sábado. E dia 26 de março a gente apresenta na FioCruz o resultado, pra já mostrar o resultado. Olha a roupa da mulher. Olha a roupa. O que que leva uma pessoa a fazer? É aquela coisa da auto-imagem? Eu tenho que pensar sobre isso a meu respeito. Eu não sei que imagem eu tenho a mim mesma, a my self. Homem bravo.

O senhor ao meu lado mexe nos papéis.

Um senhor passa na minha frente.

Uma senhora passa na minha frente.

- Onde é que tem lixo aqui?

Meu tio levanta e sai.

Dois senhores passam na minha frente.

Uma senhora passa na minha frente.

Um senhor passa na minha frente. É alto, negro, meio gordo.

Meu tio retorna e senta ao meu lado esquerdo. Cruza as pernas e coloca a mochila sobre o colo. Sorri para mim.

Uma senhora passa na minha frente.

Uma senhora passa na minha frente. É branca, gorda, baixa.

Quatro senhores passam na minha frente.

- Olha o gnomo que bonitinho. Não é um gnominho? A lá, é um gnomo.

Um senhor passa na minha frente.

- Então, ai eu fico assim, falando um monte de besteira. E a Teresa fica dando um monte de risada. E a enfermeira fala que a gente é a dupla mais legal da quimioterapia. Ah, fica um monte de gente que parece que tá no corredor da morte.

Uma senhora passa na minha frente. É negra, alta, gorda.

- Aí a enfermeira vem, a gente fica dando risada. Moço, você tem certeza que tá pondo certo aí?

Um senhor passa na minha frente. Carrega uma mochila na mão esquerda.

Dois senhores e uma senhora e um casal passam na minha frente.

Uma senhora passa na minha frente.

Uma senhora passa na minha frente. É branca, alta, magra.

Um casal e um senhor passam na minha frente.

Dois senhores passam na minha frente.

- Aí eu tava falando. De... De... afrodisíaco. Aí eu invento aquelas coisas de a origem da palavra. Porque é afrodisíaco. Porque vem da Africa, africafrodisiaco. Porque, na África. Já viu algum africano reclamar de impotência?

Meu tio e eu rimos muito.

Um senhor passa na minha frente.

- É uma mistura, na verdade, de africano com Dionísio. E aí virou afrodisíaco. E Dionísio é um culto, né? Os bacantes, que são os bacanais, as festas em homenagem a Dionísio.

Trocamos de lugar.

O senhor ao meu lado direito levantou e sentou novamente.

Meu tio, do lado esquerdo.

- Né. Aqui eles dão o papelequinho amarelo, se não pegar...

Meu tio ri.

Um senhor passa na minha frente.

- Olha o dedinho dele. Parece o do ET. Olha, ela anda direitinho, viu? Não fica toc-toc. Olha lá o dedinho do ET. Agora. Moço, ergue mais.

Uma senhora passa na minha frente.

- Ah, acabou. A lá. Na ponta dele, aqui, na ponta. Moço, passa pra lá pra ela ter o que escrever? De mim?

Meu tio ri.

Um casal passa na minha frente.

Uma senhora passa na minha frente.

Duas senhoras passam na minha frente.

- Ela passou?

Um senhor passa na minha frente.

Uma senhora passa na minha frente. É negra, baixa.

Uma senhora passa na minha frente. É loira.

- Não entendi. Mútua, ó.

Um senhor passa na minha frente.

Um senhor passa na minha frente.

- Ah, eu já sei. É que se você passar para lá, você paga mútua.

Uma senhora passa na minha frente, carregando um carrinho.

Uma senhora passa na minha frente.

Um senhor passa na minha frente.

- Voce já viu no youtube? Sanduiche iche.

Um senhor passa na minha frente. É branco, alto.

Um senhor passa na minha frente.

Uma senhora passa na minha frente. É magra, branca, alta.

Uma senhora passa na minha frente. É baixa, magra.

Um senhor passa na minha frente.

Um senhor passa na minha frente, falando ao celular.

Duas senhoras e dois senhores passam na minha frente.

Meu tio ri.

- Pior que é mesmo.

Um senhor passa na minha frente, falando ao celular.

Uma senhora passa na minha frente. É mulata, alta, magra.

Uma senhora passa na minha frente.

Uma senhora passa na minha frente.

Um senhor passa na minha frente. É branco, alto, magro, careca.

Um senhor passa na minha frente. É branco, alto, gordo, calvo. Veste terno e gravata.

- Bem xangozão o homem.

Uma senhora passa na minha frente.

Duas senhoras passam na minha frente.

Duas senhoras passam na minha frente.

Uma senhora passa na minha frente.

- Cade ela? Ela é juíza. Vai ver que é. Porque é inflexível. Ela é assim, ó.

Um senhor passa na minha frente. É branco, alto, cabeça branca.

O senhor ao meu lado direito olha para trás.

Uma senhora passa na minha frente.

- O marceneiro fala pra ela que é colega de profissão. Ele também bate o martelo. Dona juíza, eu também sou seu colega de profissão.

Troquei de lugar.

O mesmo senhor ao meu lado direito e meu tio ao meu lado esquerdo.

Uma senhora passa na minha frente.

- O homem da puta que pariu.

Meu tio mexe no cabelo.

Um senhor passa na minha frente.

O senhor ao meu lado direito com as pernas esticadas a frente, segurando o celular LG e os papeis, permanece imóvel.

Um senhor e uma senhora passam na minha frente.

Uma senhora passa na minha frente.

Um senhor passa na minha frente.

Meu tio ri.

Duas senhoras passam na minha frente.

Uma senhora passa na minha frente.

Sete senhoras e um senhor passam na minha frente.

Uma senhora passa na minha frente. É branca, alta.

Um senhor passa na minha frente. É branco, alto, magro.

Um senhor passa na minha frente.

- Sabia que o whatsapp funciona sem ter chip? Só com o numero de telefone. Ó, que bonitinho.

Um casal e um menino passam na minha frente.

Dois senhores passam na minha frente.

Uma senhora passa na minha frente.

- Ó, vai andar de novo.

Troquei de lugar.

- E o André, tá bem?

O senhor, a minha direita, mexe no celular. Está no facebook. Desliga o celular e olha para as pessoas.

Um senhor passa na minha frente.

Duas senhoras passam na minha frente.

Um senhor passa na minha frente.

Um senhor passa na minha frente.

Uma senhora passa na minha frente.

Duas senhoras e três senhores passam na minha frente.

Dois senhores passam na minha frente.

Uma senhora passa na minha frente. É branca, baixa, magra, cabelo comprido, castanho, ondulado.

Um senhor passa na minha frente. É mulato, magro.

Uma senhora passa na minha frente.

Um senhor passa na minha frente. É branco.

Dois senhores passam na minha frente.

Dois senhores e uma senhora passam na minha frente.

Dois senhores passam na minha frente.

O senhor a minha direita mexe no nariz três vezes. Tem os braços cruzados sobre o colo. E coça o nariz mais duas vezes. Ajeita-se na cadeira.

Um senhor passa na minha frente. É mulato, alto, gordo.

Um senhor passa na minha frente, falando ao celular.

Um senhor passa na minha frente.

Duas senhoras e dois senhores passam na minha frente.

Um senhor passa na minha frente.

O senhor ao meu lado direito coça o nariz mais duas vezes.

Um senhor passa na minha frente.

Um senhor passa na minha frente.

Um senhor passa na minha frente.

Um senhor passa na minha frente. É branco, alto, cabeça branca.

Uma senhora passa na minha frente. É branca, alta, magra.

Um senhor passa na minha frente.

Dois senhores passam na minha frente.

Um casal passa na minha frente.

Uma senhora passa na minha frente.

Uma senhora passa na minha frente.

Dois senhores passam na minha frente.

Uma senhora passa na minha frente. É mulata, magra, baixa.

Duas senhoras passam na minha frente.

Três senhores e uma senhora passam na minha frente.

Dois senhores passam na minha frente.

Um senhor passa na minha frente.

Uma senhora passa na minha frente. É magra, alta, branca, loira, cabelo liso, curto. Usa óculos.

Uma senhora passa na minha frente.

Um senhor passa na minha frente.

Dois senhores passam na minha frente.

Um senhor passa na minha frente. É branco, alto, magro, cabelo castanho.

Um senhor passa na minha frente.

Um senhor passa na minha frente. É branco, alto, magro. Veste jeans e blusa social.

Uma senhora passa na minha frente. É branca, alta, magra, cabelo comprido, liso, castanho.

Uma senhora passa na minha frente.

Duas senhoras passam na minha frente.

- Ó, vai mais cinco. Olha o olá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário