terça-feira, 22 de julho de 2014

Em observação, n'As Claras - 4

Hoje é quarta-feira. São 10h45.

Estou n’As Claras, no Shopping Itanhangá, sentada em uma mesa. Na minha frente, uma cadeira e uma mesa vazias. Ao meu lado esquerdo, uma mureta com plantas. Ao meu lado direito, um pequeno corredor, por onde as pessoas passam.

Uma mulher passa. É alta, magra, cabelo liso, comprido, preto. Veste uma calça jeans, uma blusa social azul clara e um tênis bege.

Um homem passa. É alto, magro, cabelo preto, raspado. Usa óculos escuros e mochila preta.

Uma criança passa.

Uma mulher passa. É branca, baixa, magra, cabelo liso, comprido, castanho, preso num rabo de cavalo.

Uma mulher passa. É branca, baixa, magra, cabelo castanho, preso num coque. Carrega chaves na mão direita. Veste uma calça social preta e blusa social bege.

Uma mulher passa. Carrega uma bolsa bege.

Uma mulher passa. Carrega uma vassoura.

Um homem passa. É branco, baixo, magro, cabelo liso, preto, curto. Usa um boné e uma mochila preta. Veste calça jeans, casaco preto e tênis preto.

Uma mulher passa. É mulata, magra, alta, cabelo preto. Carrega uma máquina fotográfica.

Uma mulher passa. É branca, magra, alta, cabelo castanho claro, comprido e liso. Veste calça azul, blusa azul e bota branca. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário