domingo, 29 de setembro de 2013

Em observação, no consultório (Centro)

Hoje é segunda-feira. São 16h57. Estou no consultório, no Centro, aguardando a paciente.

Estou sentada no sofá. Estou sozinha e silenciosa.

Apenas o barulho do ar condicionado interrompe o silêncio desta tarde.

Meu celular bipa. É um email que chegou no gmail.

Volto para o silêncio, com o pequeno barulho do ar condicionado.

A campainha toca. Saio da sala de atendimento e vou abrir a porta.

- Oi.

- Oi. Tem lixo aí, doutora?

- Um copinho só. – pego um copo no lixo da recepção e entrego a ele.

- Obrigado.

- Obrigada a você. Bom trabalho.

- Obrigado, pra senhora também.

Fecho a porta e volto para a sala de atendimento.

Meu celular bipa. São duas mensagens do André no whatsapp.

Volto para o silêncio, com o pequeno barulho do ar condicionado.

Meu celular bipa. Mais uma linda mensagem de André, no whatsapp, que me deixa com os olhos marejados.

Volto para o silêncio, com o pequeno barulho do ar condicionado.

Meu celular bipa. Mais uma mensagem do André no whatsapp.

Volto para o silêncio, com o pequeno barulho do ar condicionado.



2 comentários:

  1. Leio, me emociono e volto para o silêncio...

    ResponderExcluir
  2. .Texto muito,muito bom.Eu me senti incluída na sua observação,Lua.Bem isso que expressa o comentário acima."Leio ,me emociono" e acompanho o seu silêncio.

    ResponderExcluir